Pular para o conteúdo principal

Conto | O amor de Amora e Elisa.

Elisa e Amora são namoradas e enfrentam situações complicadas por causa deste amor, elas vivem numa cidade pequena onde as pessoas são muito conservadoras e não aceitam este relacionamento.
Dizem ser contra a lei de Deus e muitas outras coisas tudo preconceito. Elas só podem contar com o apoio da família de Amora, a família de Elisa também não aceita e decide colocar a moça para fora de casa, a mãe dela sofre muito só tem ela e mais uma menina, sem Elisa ia ficar muito triste, mas o pai não deixou por menos colocou e proibiu Diana a mãe de ajudar a moça. Amora acolheu seu grande amor em sua casa até resolverem a situação as duas eram de maiores e trabalhavam não precisavam ficar passando por tal constrangimento, mas Elisa queria fazer bonito primeiro arranjar as coisas como manda o figurino. Assim elas trabalhavam e iriam montar uma casa onde viveria este amor tão bonito, a cidade toda ficou sabendo do acontecido e resolveu punir as moças ninguém falaria com elas enquanto não se separassem. No trabalho as pessoas olhavam com olhares curiosos e maliciosos, mas elas não se importavam elas eram advogadas e trabalhavam numa equipe de 06 todas mulheres os homens eram os sócios majoritários da empresa. Elas ganhavam bem poderiam ter montado sua casa não fosse a teimosia de Elisa em querer fazer bonito achando que seriam aceitas numa boa. Os dias foram passando e elas sentindo na pele o preço que pagariam por se amarem Diana sempre que podia corria no trabalho para ver sua filha ia escondida se Adão ficasse sabendo estaria na rua também. Mas decididas elas estavam, se casariam e seriam felizes, não importava as pessoas o que diriam.
Um ano se passou e elas sendo excluídas.
Depois de um ano ainda sofriam perseguições humilhações e muito constrangimento, mas amora resolveu botar um basta nisto, ela ajudava várias famílias e instituições escondido nunca havia contado a ninguém de suas doações apenas Elisa sabia pois fazia o mesmo. Chamou Elisa e depois de chegaram a um acordo chamaram as pessoas as quais fazia doações e disse, se não somos livres para amar e viver em paz, nosso dinheiro também não vai ajudar mais ninguém nesta cidade, sabemos que muitas famílias que nos humilham e perseguem ganham cestas básicas do nosso dinheiro, e muitas instituições que suas funcionárias nos viram as costas quando passamos recebe nossa ajuda, ou vocês nos ajudam ou cortaremos tudo. Ficaram dois meses sem doar e com o dinheiro economizado compraram vários itens para a nova casa. A família de Amora ajudou bastante e decidiu a também comprar a briga pelo amor delas. No fim do terceiro mês sem doações as pessoas sentiram na pele a falta e começaram a reclamar das lideranças que lhes ajudavam aí os lideres diziam vocês próprios são culpados, daí explicava e tudo começou a mudar. Agora as pessoas já não as tratava com tanta indiferença. Perceberam que a fome é maior que o preconceito, em sua maioria a cidade era pobre. Mas um ano se passou quando finalmente venceram os preconceitos e já podiam sair de mãos dadas e sentar no jardim sem serem agredidas verbalmente e fisicamente como aconteceu algumas vezes quando levaram várias pedradas.
Agora celebrariam a união delas mesmo sem o pai de Elisa.
Diana continuava firme ajudando a filha fez várias peças de enxoval bordados marcas e crochê a filha estava encantada com o trabalho de sua mãe, Adão insistia em se manter ausente e não aceitar a filha, mas no fundo sentia vergonha de si mesmo por ser assim tão ignorante, uma tarde depois de Diana chegar da rua começou a fazer perguntas ela respondeu me cansei de esconder eu fui ver nossa filha ela vai se casar daí 15 dias quer você queira ou não, eu estarei lá como mãe que sou, ela é nossa filha você precisa parar com isto não viu quanto sofrimento elas enfrentaram por este amor. O homem suspirou e disse tem razão vou agora procurar e pedir perdão me sinto envergonhado pelo que fiz, Diana abraçou e chorou Deus havia escutado suas preces olhou nos olhos de Adão e disse nós criamos nossos filhos para serem felizes nós os educamos e ensinamos o melhor caminho, mas não podemos caminhar por eles, damos o pão e os ensinamos a trabalhar para ganhar seu próprio pão, Elisa é uma filha maravilhosa trabalhadora educada e amável nós perdemos sua companhia por todo este tempo. O homem saiu procurou a filha e entre lagrimas pediu seu perdão a filha abraçou e disse eu te amo meu pai, e entendi sua posição, não tenho nenhuma magoa com o senhor. Desde aquele dia a vida delas mudaram agora estava completa a felicidade, o dia do casamento chegou e foi uma festa linda toda cidade foi convida embora por vergonha não compareceram todos os convidados. Elas tiveram muitos obstáculos, mas o amor sobreviveu a todos.Quando o amor existe nada e ninguém o detém.
Elisa e Amora são namoradas e enfrentam situações complicadas por causa deste amor, elas vivem numa cidade pequena onde as pessoas são muito conservadoras e não aceitam este relacionamento.
Dizem ser contra a lei de Deus e muitas coisas tudo preconceito. Elas só podem contar com o apoio da família de Amora, a família de Elisa também não aceita e decide colocar a moça para fora de casa, a mãe dela sofre muito só tem ela e mais uma menina sem Elisa ia ficar muito triste, mas o pai não deixou por menos colocou e proibiu Diana a mãe de ajudar a moça. Amora acolheu seu grande amor em sua casa até resolverem a situação as duas eram de maiores e trabalhavam não precisavam ficar passando por tal constrangimento, mas Elisa queria fazer bonito primeiro arranjar as coisas como manda o figurino. Assim elas trabalhavam e iriam montar uma casa onde viveria este amor tão bonito, a cidade toda ficou sabendo do acontecido e resolveu punir as moças ninguém falaria com elas enquanto não se separassem. No trabalho as pessoas olhavam com olhares curiosos e maliciosos, mas elas não se importavam elas eram advogadas e trabalhavam numa equipe de 06 todas mulheres os homens eram os sócios majoritários da empresa. Elas ganhavam bem poderiam ter montado sua casa não fosse a teimosia de Elisa em querer fazer bonito achando que seriam aceitas numa boa. Os dias foram passando e elas sentindo na pele o preço que pagariam por se amarem Diana sempre que podia corria no trabalho para ver sua filha ia escondida se Adão ficasse sabendo estaria na rua também. Mas decididas elas estavam se casariam e seriam felizes, não importava as pessoas o que diriam.
Um ano se passou e elas sendo excluídas.
Depois de um ano ainda sofriam perseguições humilhações e muito constrangimento, mas amora resolveu botar um basta nisto, ela ajudava várias famílias e instituições escondido nunca havia contado a ninguém de suas doações apenas Elisa sabia pois fazia o mesmo. Chamou Elisa e depois de chegaram a um acordo chamaram as pessoas as quais fazia doações e disse, se não somos livres para amar e viver em paz, nosso dinheiro também não vai ajudar mais ninguém nesta cidade, sabemos que muitas famílias que nos humilham e perseguem ganham cestas básicas do nosso dinheiro, e muitas instituições que suas funcionárias nos viram as costas quando passamos recebe nossa ajuda, ou vocês nos ajudam ou cortaremos tudo. Ficaram dois meses sem doar e com o dinheiro economizado compraram vários itens para a nova casa. A família de Amora ajudou bastante e decidiu a também comprar a briga pelo amor delas. No fim do terceiro mês sem doações as pessoas sentiram na pele a falta e começaram a reclamar das lideranças que lhes ajudavam aí os lideres diziam vocês próprios são culpados, daí explicava e tudo começou a mudar. Agora as pessoas já não as tratava com tanta indiferença. Perceberam que a fome é maior que o preconceito, em sua maioria a cidade era pobre. Mas um ano se passou quando finalmente venceram os preconceitos e já podiam sair de mãos dadas e sentar no jardim sem serem agredidas verbalmente e fisicamente como aconteceu algumas vezes quando levaram várias pedradas.
Agora celebrariam a união delas mesmo sem o pai de Elisa.
Diana continuava firme ajudando a filha fez várias peças de enxoval bordados marcas e crochê a filha estava encantada com o trabalho de sua mãe, Adão insistia em se manter ausente e não aceitar a filha, mas no fundo sentia vergonha de si mesmo por ser assim tão ignorante, uma tarde depois de Diana chegar da rua começou a fazer perguntas ela respondeu me cansei de esconder eu fui ver nossa filha ela vai se casar daí 15 dias quer você queira ou não, eu estarei lá como mãe que sou, ela é nossa filha você precisa parar com isto não viu quanto sofrimento elas enfrentaram por este amor. O homem suspirou e disse tem razão vou agora procurar e pedir perdão me sinto envergonhado pelo que fiz, Diana  o abraçou e chorou, Deus havia escutado suas preces olhou nos olhos de Adão e disse nós criamos nossos filhos para serem felizes nós os educamos e ensinamos o melhor caminho, mas não podemos caminhar por eles, damos o pão e os ensinamos a trabalhar para ganhar seu próprio pão, Elisa é uma filha maravilhosa trabalhadora educada e amável nós perdemos sua companhia por todo este tempo. O homem saiu procurou a filha e entre lagrimas pediu seu perdão a filha abraçou e disse eu te amo meu pai, e entendi sua posição, não tenho nenhuma magoa com o senhor. Desde aquele dia a vida delas mudaram agora estava completa a felicidade, o dia do casamento chegou e foi uma festa linda toda cidade foi convida embora por vergonha não compareceram todos os convidados. Elas tiveram muitos obstáculos, mas o amor sobreviveu a todos.Quando o amor existe nada e ninguém o detém.
Texto da escritora Luzia Couto. Direitos Autorais Reservados a autora. Proibida a cópia, colagem, reprodução de qualquer natureza ou divulgação em qualquer meio, do todo ou parte desta obra, sem autorização expressa da autora sob pena de violação das Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos de Propriedade Intelectual.
Luzia Couto é autora do Romance "Uma prisão no paraíso", á venda nas livrarias Clube de Autores (Versão Impressa) e Amazon (Versão Digital)


=======================================================================


Elisa and Amora are girlfriends and face complicated situations because of this love, they live in a small town where people are very conservative and do not accept this relationship.
They claim to be against the law of God and many things all prejudice. They can only count on the support of the family of Amora, the family of Elisa also does not accept and decides to put the girl out of the house, her mother suffers very much only her and another girl without Elisa was going to be very sad, but the Father did not let it put less and Diana banned her mother from helping the girl. Amora welcomed her great love in her house until they resolved the situation, the two of them were bigger and worked they did not have to go through such embarrassment, but Elisa wanted to make it beautiful first to get things as ordered. So they worked and would build a house where they would live this love so beautiful, the whole city learned of what happened and decided to punish the girls no one would talk to them until they separated. At work people looked with curious and malicious looks, but they did not care they were lawyers and they worked in a team of 06 all women the men were the main partners of the company. They might well have set up their house if it had not been for Elisa's stubbornness in wanting to look good, thinking they would be accepted in a good way. The days went by and they felt the price they would pay for loving Diana whenever she could run at work to see her daughter hidden if Adam knew he would be on the street too. But decided they were getting married and happy, no matter what people said.
A year went by and they were being excluded.
After a year still suffered persecutions humiliations and a lot of embarrassment, but Amora decided to put a stop to it, she helped several families and institutions hidden never told anyone of their donations only Elisa knew it did the same. Called Elisa and after they reached an agreement called the people who made donations and said, if we are not free to love and live in peace, our money will not help anyone else in this city, we know that many families who humiliate us and persecute They earn basic baskets of our money, and many institutions that their employees turn their back on us when we come in receive our help, or you help us or we'll cut it all down. They spent two months without donating and with the money saved they bought several items for the new house. The family of Amora helped a lot and decided to also buy the fight for their love. At the end of the third month without donations people felt the lack of the skin and began to complain about the leaderships that helped them there, the leaders said they are guilty themselves, from that explained and everything began to change. Now people did not treat them with such indifference. They realized that hunger is greater than prejudice, for the most part the city was poor. But a year went by when they finally overcame the prejudices and could now go hand in hand and sit in the garden without being verbally and physically assaulted as it sometimes happened when they took several stones.
Now they would celebrate their union without Elisa's father.
Diana continued steadily helping her daughter made several pieces of trousseau embroidered marks and crochet her daughter was enchanted with the work of her mother, Adam insisted on staying away and not accept the daughter, but deep down he felt ashamed of himself for being so Ignorant, one afternoon after Diana arrives from the street began to ask questions she answered I got tired of hiding I went to see our daughter she's going to get married 15 days from now whether you want to or not, I'll be there as a mother I am, she's our daughter You need to stop with this you did not see how much suffering they faced for this love. The man sighed and said he is right I am now looking for and asking for forgiveness I feel ashamed for what I did, Diana hugged and cried God had listened to his prayers looked into the eyes of Adam and said we raised our children to be happy we educate them and teach the best Way, but we can not walk through them, we give them bread and we teach them to work to earn their own bread, Elisa is a wonderful educated and kindly working daughter we have lost her company for all this time. The man went out looked for the daughter and between tears asked his pardon the daughter hugged and said I love you my father, and I understood your position, I have no hurt with you. Since that day their lives have changed now the happiness was complete, the wedding day arrived and it was a beautiful party every city was invited although for shame not all the guests attended. They have had many obstacles, but love has survived all. When love exists nothing and nobody holds it.
Text of the author Luzia Couto. Copyright The author is reserved. No part of this work may be copied, collated, reproduced or reproduced in any medium without the express authorization of the author under penalty of violation of the Brazilian and International Laws for the Protection of Intellectual Property Rights.
Luzia Couto is the author of the novel "A Prison in Paradise", for sale at bookstores Club de Autores (Printed Version) and Amazon (Digital Version)
========================================================================
Elisa y Blackberry son amigas y se enfrentan a situaciones difíciles debido a este amor, que viven en un pequeño pueblo donde la gente es muy conservadora y no aceptan esta relación.
Afirman ser contra la ley de Dios y muchas cosas todo prejuicio. Sólo pueden contar con el apoyo de la familia de la mora, la familia de Elisa tampoco acepta y decide poner a la niña de la casa, su madre sufre una gran cantidad suficiente de ella y otra chica sin Elisa sería muy triste, pero la padre no dejó por menos de venta y prohibió a Diana la madre para ayudar a la niña. Amora dio la bienvenida a su gran amor en su casa para resolver la situación de los dos eran más grandes y trabajadas no tenga que estar pasando por esta vergüenza, pero Elisa quería hacer bonitos primeros arreglar las cosas por el libro. Así que trabajaban y montarían una casa donde viviría este amor tan hermoso, todo el pueblo se enteró de lo que había sucedido y decidió castigar a las niñas que nadie iba a hablar con ellos hasta que son separados. En el trabajo la gente miraba con curiosidad, mirando maliciosa, pero que no le importaba eran abogados y trabajaban en un equipo de 06 mujeres de todos los hombres eran los accionistas mayoritarios de la compañía. Se ganaron bien podría haber montado en su casa no era terquedad de Elisa en su deseo de hacerlo bien pensando que sería aceptado en el bien. Los días pasaron y se sienten a la piel el precio que pagamos por el amor a sí mismo cada vez que podía Diana corrió en el trabajo para ver a su hija fue ocultado por Adam darse cuenta de que estaba en la calle también. Pero decidieron que iban a casarse y ser feliz, no importa lo que diga la gente.
Ha pasado un año y que están excluidos.
Después de un año humillaciones y persecuciones sufridas todavía la vergüenza, pero decidió zarzamora puso fin a esto, ella ayudó a varias familias e instituciones ocultos nunca había contado a nadie de sus donaciones solamente Elisa sabía que era el mismo. Llamado Elisa y luego llegado a un acuerdo llamando a la gente que hizo donaciones y dijo que si no somos libres para amar y vivir en paz, nuestro dinero también no ayudará a nadie más en esta ciudad, sabemos que muchas familias que nos humillan y persiguen cestas de ganar nuestro dinero, y muchas instituciones que sus empleados nos vio de nuevo cuando recibimos nuestra ayuda, o ayudarnos o cortamos todo. Fueron dos meses sin dar, y con el dinero ahorrado compraron varios artículos para la casa nueva. La familia Amora ayudó mucho y decidió comprar también la lucha por su amor. Al final del tercer mes sin donaciones de la gente ha entendido que los desaparecidos y comenzaron a reclamar el liderazgo que les ayudó a los líderes no dijo usted mismo es culpable, entonces él explica y todo empezó a cambiar. Ahora la gente ya no los tratan con tanta indiferencia. Se dieron cuenta de que el hambre es mayor que el prejuicio, la mayor parte de la ciudad era pobre. Pero ha pasado un año cuando finalmente se sobrepuso a los prejuicios y ya se podía ir de la mano y sentarse en el jardín sin ser abusado física y verbalmente como ocurrió un par de veces cuando tomaron varias piedras.
Ahora iban a celebrar su unión, incluso sin el padre de Elisa.
Diana se mantuvo firme ayuda a su hija hizo varias piezas de marcas ajuar bordado y ganchillo hija estaba encantado con el trabajo de su madre, Adam insistió en mantener distancia y no aceptar a su hija, pero en el fondo estaba avergonzado de sí mismo por ser tan ignorante una tarde después de Diana llegar a la calle empezó a hacer preguntas que respondió se cansó de su escondite fui a ver a nuestra hija a la que se va a casar allí 15 días, le guste o no, voy a estar allí como madre que soy, ella es nuestra hija tiene que dejar que no ven la cantidad de sufrimiento que se enfrenta este amor. El hombre suspiró y dijo que es ahora busco y pido perdón a sentir vergüenza por lo que hice, Diana abrazó y lloró Dios había escuchado sus oraciones miraron a los ojos de Adán y nos dijeron que criamos a nuestros hijos a ser felices educamos y enseñamos la mejor camino, pero no podemos caminar a través de ellos, dar pan y enseñarles a trabajar para ganar su propio pan, Elisa es una hija maravillosa de trabajo educado y amable nos perdimos su empresa todo este tiempo. El hombre dejó a su hija buscó y entre lágrimas pedido perdón hija lo abrazó y le dijo: Yo amo a mi padre, y entiendo su posición, no tengo dolor con usted. Desde ese día su vida cambió ahora era la felicidad completa, día de la boda llegó y fue toda una ciudad hermosa fiesta fue invitado pero no asistió a la vergüenza a todos los huéspedes. Tenían muchos obstáculos, pero el amor sobrevivieron todos.Quando amor no es nada y nadie tiene.
Luzia Couto escritor del texto. Los derechos de autor reservado al autor. La copia, el collage, reproducción o divulgación de cualquier tipo en cualquier medio de todo o parte de este trabajo sin permiso del autor bajo pena de violación de la ley brasileña y Protección Internacional de los Derechos de Propiedad Intelectual.
Luzia Couto es autor el romance "Una prisión en el paraíso", a la venta en las librerías Autores Club (Versión impresa) y Amazon (versión digital)
----------==================================================================
Elisa et Blackberry sont copines et face à des situations difficiles en raison de cet amour, ils vivent dans une petite ville où les gens sont très conservateurs et ne pas accepter cette relation.
Ils prétendent être contre la loi de Dieu et beaucoup de choses tout préjugé. Ils ne peuvent compter sur le soutien de la famille Mulberry, la famille de Elisa n'a pas non plus accepter et décide de mettre la jeune fille de la maison, sa mère souffre beaucoup ont seulement elle et une autre fille sans Elisa serait très triste, mais le père n'a pas laissé moins put et interdit la mère Diana pour aider la jeune fille. Amora a accueilli son grand amour dans votre maison pour résoudre la situation les deux étaient plus grandes et travaillé n'a pas besoin de passer par cet embarras, mais Elisa voulait faire de belles premières arranger les choses par le livre. Donc, ils ont travaillé et se monter une maison où il allait vivre cet amour si beau, toute la ville a entendu ce qui était arrivé et a décidé de punir les filles, personne ne leur parler jusqu'à ce qu'ils soient séparés. Au travail les gens regardaient avec curiosité et leers, mais ils ne se soucient pas qu'ils étaient des avocats et a travaillé dans une équipe de 06 femmes tous les hommes étaient les actionnaires majoritaires de la société. Ils ont gagné bien aurait monté sa maison n'a pas l'entêtement de Elisa à vouloir bien faire penser qui serait acceptée de bonne. Les jours passaient et ils se sentent la peau le prix que nous payons pour vous aimer Diana chaque fois qu'il pouvait couru au travail pour voir sa fille était cachée par Adam remarquant qu'il était dans la rue aussi. Mais ils ont décidé qu'ils devaient se marier et d'être heureux, peu importe ce que les gens disent.
Un an a passé et ils sont exclus.
Après une année d'humiliations et des persécutions encore subi l'embarras, mais a décidé de mûre mettre un terme à cela, elle a aidé plusieurs familles et institutions cachées ne l'avait jamais dit à personne de leurs dons ne Elisa savait qu'il était le même. Appelé Elisa puis atteint un accord appelé les gens qui ont fait des dons et a dit que si nous ne sommes pas libres d'aimer et de vivre en paix, notre argent ne sera également pas aider quelqu'un d'autre dans cette ville, nous savons que beaucoup de familles qui nous humilient et persécutent gagner des paniers de notre argent, et de nombreuses institutions que leurs employés nous ont vu revenir lorsque nous recevons notre aide, ou vous nous aider ou nous couper tout. Ils étaient deux mois sans donner, et avec l'argent économisé acheté plusieurs articles pour la nouvelle maison. La famille Amora a beaucoup aidé et a décidé d'acheter également la lutte pour leur amour. A la fin du troisième mois sans dons les gens ont compris les disparus et a commencé à revendiquer le leadership qui les a aidé les dirigeants, il a dit que vous vous êtes coupable, at-il expliqué, et tout a commencé à changer. Maintenant, les gens ne les ont traités avec une telle indifférence. Ils ont réalisé que la faim est plus grande que les préjugés, la plupart de la ville était pauvre. Mais un an a passé quand finalement vaincu les préjugés et pourrait déjà aller main dans la main et asseoir dans le jardin sans être agressé verbalement et physiquement comme cela est arrivé à quelques reprises quand ils ont pris plusieurs pierres.
Maintenant, ils célébrer leur union, même sans le père d'Elisa.
Diana est restée ferme aider sa fille a fait plusieurs morceaux de trousseau brodé marques et crochet fille était ravi du travail de sa mère, Adam a insisté sur le maintien de l'écart et ne pas accepter sa fille, mais au fond il avait honte de lui-même pour être si ignorant un après-midi après Diana atteindre la rue a commencé à poser des questions, elle a répondu était fatigué de se cacher, je suis allé voir notre fille elle se il a épousé 15 jours que cela vous plaise ou non, je serai là en tant que mère, je suis, elle est notre fille vous avez besoin de l'arrêter ne voient pas combien de souffrances ils ont fait face par cet amour. L'homme soupira et dit est en ce moment je cherche et demande pardon avoir honte de ce que je faisais, Diana dans ses bras et a pleuré Dieu avait entendu ses prières regardé dans les yeux d'Adam et nous avons dit que nous élevons nos enfants pour être heureux nous éduquons et enseignons le meilleur chemin, mais nous ne pouvons pas marcher à travers eux, donner du pain et leur apprendre à travailler pour gagner leur pain, Elisa est une merveilleuse fille de travail poli et amical que nous avons manqué de votre entreprise tout ce temps. L'homme a quitté sa fille recherchée et entre les larmes demandé pardon fille l'étreint et a dit que j'aimer mon père, et je comprends votre position, je n'ai pas mal avec vous. Depuis ce jour, leur vie a changé était maintenant le bonheur complet, jour du mariage est arrivé et il a été toute une ville belle partie a été invité mais n'a pas assisté à la honte tous les invités. Ils ont eu beaucoup d'obstacles, mais l'amour survécu todos.Quando amour est rien et personne ne détient.
Luzia Couto auteur du texte. Droit d'auteur réservé à l'auteur. La copie, le collage, la reproduction ou la divulgation de toute nature sur tout support de tout ou partie de ce travail sans l'autorisation de l'auteur, sous peine de violation de la loi brésilienne et de la protection internationale des droits de propriété intellectuelle.
Luzia Couto est roman auteur "Une prison au paradis", en vente dans les librairies Auteurs Club (Version imprimable) et Amazon (Digital Version)


Mais Vistas do Mês

A menina que gostava da chuva.

Um dia frio e chuvoso como Línea gostava ela ficava da janela olhando a rua onde pessoas passavam apressadas por causa da chuva e os carros passavam molhando tudo que estivesse ao lado, as crianças que brincavam na rua correndo nas poças de água gritavam e jogavam água uns nos outros isto para Línea era o máximo como ela sentia vontade de sair e fazer o mesmo, mas não podia estava presa a uma cadeira de rodas. Sua mãe Micaela sofria ao ver sua princesinha tão bela e jovem presa a uma cadeira sem poder andar mas sentia conformada pois sabia que se Deus lhe deu uma filha assim ela merecia e ainda mais porque sua filha era bela inteligente e tinha saúde apenas não podia andar, mas ela era feliz o que parecia. O Pai José não aceitava muito bem achava que era praga de uma cigana que conheceu na adolescência e havia lhe rogado uma praga, ele havia xingado a cigana que proferiu algumas palavras e ele entendeu como praga. Mas sua esposa não pensava assim sabia que Deus não castigaria uma cria…

Poema | Ciclo da Vida.

Diante da vida coloco minhas expectativas de dias melhores e horas mais felizes e alegres, coloco minha esperança e minha angustia em saber que talvez esse dia nunca chegue. Coloco as tristezas e solidão, diante da vida dispo-me das mentiras que ocultamente atravessa os corações.
Diante da vida coloco a gratidão por todo bem recebido e acolhido de bom grado, coloco também a morte inesperada, mas sabida de todo vivente. Coloco também a verdade da vida sofrida que muitos vivem sem que outros saibam e possam estender-lhes as mãos.
Diante da morte não tem remédios todo ser vivente tomba independente do credo ou raça, morte é vida mesmo que pareça absurdo imaginar assim. Morrer para uns é vida para outros, talvez o sofrimento que faz corroer a carne não lhe vá corroer a alma assim o corpo morre, mas a alma vive eternamente.

Diante da morte e da vida não temos escolhas, nascemos, vivemos e depois morremos. Ao nascermos é alegria e festa, ao morrermos lágrimas e lamentos. Assim o ciclo inic…

Conto | Júlia a menina de rua.

Júlia é uma menina linda e perdida nas ruas, ela vive nas ruas desde seus quatro anos, sua mãe Jamyli a levava para escola quando foi assaltada e assassinada perto de Júlia. Desde esse dia a menina se perdeu nas ruas e nunca mais voltou para casa onde vivia sua avó que tinha mais de 70 anos. A avó procurou pela menina por muito tempo sem noticias. Enquanto isto Júlia vivia dormindo nas calçadas, longe de seu bairro, durante o dia comia restos de lixo e as vezes, ganhava um pedaço de pão de alguém que lhe oferecia. A noite chegava e Júlia se agarrava a seu ursinho de pelúcia e fazia sua pasta de cadernos de travesseiro. Na manhã seguinte ela caminhava sem rumo e acabava cada vez mais longe de sua avó. Numa destas manhãs ela encontrou outra criança um pouco mais velha que ela, Rita tinha 10 anos e ela tinha seis, fazia dois anos estava perdida nas ruas e seus sapatos havia estragado, ela andava descalça e seu vestido estava todo rasgado. Rita sempre procurava um local mais escondido, on…