Pular para o conteúdo principal

Literatura | Reflexão | Decisões Atitudes

      Decisões são difíceis de serem tomadas, as vezes vamos protelando tanto uma decisão até não ter como adiar mais. Mas quando decidimos temos que estar cientes das consequências que virão, cada ato nosso tem uma consequência, portanto tudo que fizermos de bom ou ruim teremos o retorno, no trabalho, no dia-dia, na sociedade. Temos que estar preparados para cada situação, de alegria ou de tristeza, nos momentos mais difíceis de nossa vida é que reconhecemos quem realmente se importa conosco, nos momentos de prazer e alegrias temos x amigos, agora na hora de dificuldade aí sim vemos realmente nossos verdadeiros amigos, pode se contar nos dedos da mão.
Quanto mais o tempo passa mais certeza tenho que as situações e as pessoas mudam com o tempo, as atitudes nos deixam frustrados, decepcionados. Quando conhecemos o caráter da pessoa que nos decepcionou ainda perdoamos, pois entendemos que foi a situação que o obrigou, caso contrário, nos afastamos desta pessoa.
A mesma situação que envolve para o bem também é para o mal, precisamos ficar atentos e saber distinguir uma da outra, tudo que já viveu e passou não é o que define seu caráter, sim suas atitudes que irão falar por você. Com o decorrer da vida aprendemos muito com nossos erros e nossos julgamentos precoce, cometer erros é próprio do ser humano, ter consciência e dignidade para sair do erro também é. Não lamente por erros cometidos no passado, faça um esforço para não cometer os mesmos e ainda tire proveito com sabedoria, a dignidade é como uma membrana que nos envolve desde que nascemos, ou se rompe toda te levando por um caminho torto, ou se firma cada vez mais te envolvendo no caminho do bem. Toda vez que nos recuamos por medo de errar, deixamos escapar uma chance grande também de acertar, se com nossos erros ferimos alguém, com nossos acertos podemos mudar muita coisa na vida de alguém, nunca podemos desistir por medo, vamos ser ousados e procurar fazer o melhor de nós, independente do que outras pessoas dirão, o importante é ser você no seu melhor.

Texto escrito por Luzia Couto. Direitos Autorais Reservados a autora. Proibida a cópia, colagem, reprodução de qualquer natureza ou divulgação em qualquer meio, do todo ou parte desta obra, sem autorização expressa da autora sob pena de violação das Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos de Propriedade Intelectual.

Decisions are difficult to be taken, sometimes we both stalling a decision to not have to delay more. But when we decided we have to be aware of the consequences to come, our every act has a consequence, so all we do good or bad we will return, at work, in daily life, in society. We must be prepared for every situation, joy or sorrow, in the most difficult moments of our lives is that we recognize who really cares about us, in moments of pleasure and joy we have x friends, now in the time of trouble oh yes we actually see our true friends can be counted on the fingers.
The more time passes more I'm sure the situations and people change with time, attitudes leave us frustrated, disappointed. When we know the character of the person who let us down yet forgive, because we understand that was the situation that forced him, otherwise we move away from this person.
The same situation involving for good is also ill, need to be aware and know how to distinguish one from the other, all who ever lived and spent is not what defines your character, but your actions that will speak for you. In the course of life we ​​learned a lot from our mistakes and our early trials, making mistakes is part of being human, have conscience and dignity to exit the error is too. Do not feel sorry for past mistakes, make an effort to not make the same and still take advantage with wisdom, dignity is like a membrane that surrounds us from birth, or it breaks all taking you by a crooked path, or firm increasingly involving you in the way of good. Every time we step back for fear of making mistakes, we miss a great chance also to hit with our mistakes hurt someone with our successes we can change a lot in one's life, we can never give up for fear we will be bold and seek to the best of us, regardless of what others say, it is important to be you at your best.

Text written by Lucy Couto. Copyright reserved to the author. The copying, collage, reproduction or disclosure of any kind in any medium of all or part of this work without permission of the author under penalty of violation of Brazilian law and International Protection of Intellectual Property Rights.

Las decisiones son difíciles de tomar, a veces nos cale tanto la decisión de no tener que retrasar más. Pero cuando decidimos que tenemos que ser conscientes de las consecuencias por venir, nuestra cada acto tiene una consecuencia, por lo que todo lo que hacemos bien o mal que volveremos, en el trabajo, en la vida cotidiana, en la sociedad. Tenemos que estar preparados para cualquier situación, la alegría o la tristeza, en los momentos más difíciles de nuestras vidas es que reconocemos que realmente se preocupa por nosotros, en los momentos de placer y alegría que tenemos x amigos, ahora en el tiempo de angustia oh, sí que vemos nuestra verdaderos amigos pueden contarse con los dedos.
Cuanto más tiempo pasa más Estoy seguro de que las situaciones y las personas cambian con el tiempo, las actitudes nos dejan frustrado, decepcionado. Cuando conocemos el carácter de la persona que nos dejó mas hacia abajo perdonamos, porque entendemos que era la situación que lo obligó, de lo contrario nos alejamos de esta persona.
La misma situación que implica para el bien también está enfermo, necesitan ser conscientes y saber cómo distinguir una de la otra, a todos los que alguna vez vivió y pasó no es lo que define su carácter, pero sus acciones que hablará por ti. En el curso de la vida hemos aprendido mucho de nuestros errores y nuestros primeros ensayos, cometer errores es parte del ser humano, tener conciencia y la dignidad para salir del error es demasiado. No se sienta mal por los errores del pasado, hacer un esfuerzo para no hacer lo mismo y todavía aprovechar con sabiduría, la dignidad es como una membrana que nos rodea desde el nacimiento, o se rompe todo lo que tomar por un camino torcido, o de una empresa cada vez que la participación en el camino del bien. Cada vez que damos un paso atrás por temor a equivocarse, que se pierda una gran oportunidad también para golpear con nuestros errores daño a alguien con nuestros éxitos podemos cambiar muchas cosas en la vida, nunca podemos renunciar por temor vamos a ser audaz y procurar lo mejor de nosotros, independientemente de lo que otros dicen, es importante ser lo mejor de ti.

Texto escrito por Lucy Couto. Los derechos de autor reservado al autor. La copia, el collage, reproducción o divulgación de cualquier tipo en cualquier medio de todo o parte de este trabajo sin permiso del autor bajo pena de violación de la ley brasileña y Protección Internacional de los Derechos de Propiedad Intelectual.




Mais Vistas do Mês

A menina que gostava da chuva.

Um dia frio e chuvoso como Línea gostava ela ficava da janela olhando a rua onde pessoas passavam apressadas por causa da chuva e os carros passavam molhando tudo que estivesse ao lado, as crianças que brincavam na rua correndo nas poças de água gritavam e jogavam água uns nos outros isto para Línea era o máximo como ela sentia vontade de sair e fazer o mesmo, mas não podia estava presa a uma cadeira de rodas. Sua mãe Micaela sofria ao ver sua princesinha tão bela e jovem presa a uma cadeira sem poder andar mas sentia conformada pois sabia que se Deus lhe deu uma filha assim ela merecia e ainda mais porque sua filha era bela inteligente e tinha saúde apenas não podia andar, mas ela era feliz o que parecia. O Pai José não aceitava muito bem achava que era praga de uma cigana que conheceu na adolescência e havia lhe rogado uma praga, ele havia xingado a cigana que proferiu algumas palavras e ele entendeu como praga. Mas sua esposa não pensava assim sabia que Deus não castigaria uma cria…

Poema | Ciclo da Vida.

Diante da vida coloco minhas expectativas de dias melhores e horas mais felizes e alegres, coloco minha esperança e minha angustia em saber que talvez esse dia nunca chegue. Coloco as tristezas e solidão, diante da vida dispo-me das mentiras que ocultamente atravessa os corações.
Diante da vida coloco a gratidão por todo bem recebido e acolhido de bom grado, coloco também a morte inesperada, mas sabida de todo vivente. Coloco também a verdade da vida sofrida que muitos vivem sem que outros saibam e possam estender-lhes as mãos.
Diante da morte não tem remédios todo ser vivente tomba independente do credo ou raça, morte é vida mesmo que pareça absurdo imaginar assim. Morrer para uns é vida para outros, talvez o sofrimento que faz corroer a carne não lhe vá corroer a alma assim o corpo morre, mas a alma vive eternamente.

Diante da morte e da vida não temos escolhas, nascemos, vivemos e depois morremos. Ao nascermos é alegria e festa, ao morrermos lágrimas e lamentos. Assim o ciclo inic…

Conto | Júlia a menina de rua.

Júlia é uma menina linda e perdida nas ruas, ela vive nas ruas desde seus quatro anos, sua mãe Jamyli a levava para escola quando foi assaltada e assassinada perto de Júlia. Desde esse dia a menina se perdeu nas ruas e nunca mais voltou para casa onde vivia sua avó que tinha mais de 70 anos. A avó procurou pela menina por muito tempo sem noticias. Enquanto isto Júlia vivia dormindo nas calçadas, longe de seu bairro, durante o dia comia restos de lixo e as vezes, ganhava um pedaço de pão de alguém que lhe oferecia. A noite chegava e Júlia se agarrava a seu ursinho de pelúcia e fazia sua pasta de cadernos de travesseiro. Na manhã seguinte ela caminhava sem rumo e acabava cada vez mais longe de sua avó. Numa destas manhãs ela encontrou outra criança um pouco mais velha que ela, Rita tinha 10 anos e ela tinha seis, fazia dois anos estava perdida nas ruas e seus sapatos havia estragado, ela andava descalça e seu vestido estava todo rasgado. Rita sempre procurava um local mais escondido, on…